Notícias

Nova tabela do IR terá correção de 4,5%

Data: 2008-01-02

A Receita Federal corrige a partir deste mês a tabela do Imposto de Renda (IR) em 4,5%. A faixa de salário isenta do pagamento passa de R$ 1.313,69 para R$ 1.372,81, o que amplia o número de pessoas que deixam de recolher na fonte.

Os trabalhadores com renda acima desse valor também serão contemplados, já que muda a faixa de rendimento sujeita à alíquota. O desconto de 15% incidirá sobre os ganhos entre R$ 1.372,82 e R$ 2.743,25. Até dezembro de 2007, essa faixa ia de R$ 1.313.70 até R$ 2.625,12.

A maior alíquota (27,5%) incidirá sobre as remunerações acima de R$ 2.743,25, contra os R$ 2.625,12 anteriores. As novas regras foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (31).

Para o economista Victor José Hohl, conselheiro do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal, a correção da tabela do Imposto de Renda deve ser considerada 'sutil'.

'Ela só corrige uma perda que o trabalhador, o assalariado, teve com a inflação. As pessoas tiveram aumento de correção salarial e agora passa a pagar praticamente a mesma coisa que pagava. É óbvio que se não tivesse a correção aí teria sim, um impacto negativo', avalia Hohl.

'O governo não deixa de arrecadar nada e as pessoas também não ficam no prejuízo, mas também não têm ganho. Houve inflação, os preços subiram, a tabela subiu, o salário do contribuinte subiu e ficou tudo na mesma.'

Fonte: Gazeta Mercantil
Outras notícias
Prefeitura decreta feriado para o dia 12 de junho, mas não para comércio
Encontro define novo cronograma para o eSocial
MEI tem até o dia 31 para entregar a declaração anual
Receita alerta para mensagem falsa encaminhada por e-mail
Ministério usará internet para cobrar FGTS

Todas as notícias