Notícias

Depois da ampliação do Simples, Afif quer reduzir a burocracia

Data: 2008-12-04

O secretário estadual do Trabalho e das Relações do Emprego, Guilherme Afif Domingos (DEM-SP), já comemorava ontem a provável aprovação do projeto que amplia a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, a ser votado no Senado Federal entre hoje e amanhã.

Além de ampliar o Supersimples, regime especial de tributação para micro e pequenas empresas, o projeto do deputado federal e hoje ministro da Previdência, José Pimentel (PT-CE), cria a figura do Microempreendedor Individual (MEI).

O MEI valerá para pequenos negócios com faturamento de até R$36 mil anuais. Os beneficiados poderão abrir empresas por meio de um único registro municipal e apresentação de RG, CPF, declaração de atividade e comprovante de endereço. A carga tributária será de R$51, rateados entre a Previdência Social, o estado e o município.

Na coordenação do Programa Estadual de Desburocratização em São Paulo, Afif aprova as mudanças e promete disponibilizar até julho de 2009 o Portal Poupatempo do Empreendedor.

Pela Internet será possível fazer o Cademp, cadastro único que deve agregar a licença de órgãos como a Vigilância Sanitária, o Corpo de Bombeiros e a Cetesb, entre outros, que hoje pedem cadastros próprios.

CARTÓRIOS
Em reunião fechada para conselheiros da Fiesp, Afif Domingos afirmou que um dos principais entraves para a desburocratização são os abusos dos cartórios. O secretário, que encomendou estudo sobre o assunto à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), antecipou que o reconhecimento de firma, prática cartorial que não tem validade legal em muitos casos, ainda gera mais confiança à população. Afif pretende eliminar a prática ainda em sua gestão.

A Secretaria pretende reduzir os custos cobrados nas escrituras pelos cartórios. "O projeto que [o prefeito Gilberto] Kassab (DEM) deve eleger como o mais importante de sua gestão é a regularização fundiária", disse Afif, que tem como projeto uma cobrança de apenas R$50 para a formalização de pessoas que não têm endereço na capital devido à falta de escrituras.

Guilherme Afif Domingos, nome forte do DEM para as eleições de 2010, tem a seu favor, segundo se comenta no meio político, a confiança do governador José Serra (PSDB-SP).

Sobre a possibilidade de se candidatar ao governo do estado, disse apenas que "isso, é cedo para falar" e ressaltou que é "um servidor do projeto para levar Serra à Presidência da República".

Fonte: DCI
Outras notícias
Prefeitura decreta feriado para o dia 12 de junho, mas não para comércio
Encontro define novo cronograma para o eSocial
MEI tem até o dia 31 para entregar a declaração anual
Receita alerta para mensagem falsa encaminhada por e-mail
Ministério usará internet para cobrar FGTS

Todas as notícias